/ NOTÍCIAS

Maio Amarelo mobiliza passageiros e condutores em ações no Rio

Frota de ônibus vai ganhar nova adesivação indicando pontos cegos. Atividades incluem conscientização para riscos e prevenção de acidentes de trânsito

Os acidentes de trânsito ocupam a nona posição entre as 10 principais causas de mortes no mundo. Diariamente, no planeta, três mil pessoas perdem as vidas em estradas e ruas. No contexto de evitar o crescimento deste cenário, a campanha Maio Amarelo completa 10 anos, e será comemorada com ações importantes no Rio de Janeiro. Certificado como instituição Laço Amarelo este ano, o Rio Ônibus participará de uma série de ações voltadas ao respeito à vida.

Até o final de maio, serão realizadas dezenas de atividades direcionadas a funcionários e rodoviários dentro das garagens de ônibus, bem como promoções realizadas em terminais, na intenção de conscientizar também a população usuária do sistema de transportes.

Motoristas e condutores de veículos particulares também participam das ações propostas pelo Rio Ônibus durante o Maio Amarelo. Um dos destaques será a campanha Ponto Cego, que propõe a mobilização da sociedade para a conscientização sobre a existência ângulos externos não refletidos pelos retrovisores dos ônibus. A medida consiste na adesivação da frota carioca, chamando atenção e indicando os chamados pontos cegos, localizados nas laterais e nas traseiras dos coletivos.

A parceria estabelecida entre as empresas de ônibus e o Observatório Nacional de Segurança Viária vem resultando na implementação das melhores práticas para o setor. Desde o início deste ano, foi estabelecida nova estrutura de diálogos com os departamentos de recursos humanos de cada viação, a partir dos quais as informações e novidades sobre prevenção de acidentes são transmitidas como sugestões de condutas pelo Rio Ônibus.
– Como parte das ações de ESG, o Sindicato ampliou ferramentas de compartilhamento de conteúdos, diretrizes e condutas disponibilizados pelo Observatório. As atividades visam engajamento da alta e média lideranças das empresas de ônibus da cidade. O setor está mais integrado a pautas de planejamento da Mobilidade Urbana da cidade, o que impacta positivamente nas estratégias do negócio e do dia a dia da operação – explica João Gouveia, presidente do Rio Ônibus.

A cada ano de existência, o movimento Maio Amarelo cresce em projetos e também em número de participantes. No Rio de Janeiro, além do Rio Ônibus e do ONSV, outros órgãos, públicos e privados, também participam de ações de divulgação da pauta, como nos dias 23 e 25, que reunirão, no Sambódromo e no Parque Olímpico, Detran, Cet-Rio, SMTR, Corpo de Bombeiros, COR, entre outros. Além do teste de trânsito com a nova sinalização do Ponto Cego, ações educativas com motociclistas, diferentes outras medidas serão apresentadas com o foco de redução de acidentes na cidade do Rio de Janeiro.

– A celebração de 10 anos do Movimento Maio Amarelo nos dá um imenso orgulho, afinal temos a certeza que nesse mês a mensagem escolhida para 2023: No trânsito, escolha a vida, chegará a muitos brasileiros, graças a parcerias como a que temos com a Rio Ônibus – Paulo Guimarães, CEO do Observatório.

De acordo com o ONSV, os acidentes de trânsito são o primeiro responsável por mortes na faixa de 15 a 29 anos de idade; o segundo, na faixa de 5 a 14 anos; e o terceiro, na faixa de 30 a 44 anos. Em 2020, esses acidentes já representam um custo de US$ 518 bilhões por ano ou um percentual entre 1% e 3% do PIB (Produto Interno Bruto) de cada país.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Transporte público: aonde chegamos e para onde vamos

POR FRANCISCO CHRISTOVAM, presidente executivo da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos – NTU. É importante registrar, de partida, que o ano que se encerra foi muito importante para o setor dos transportes coletivos urbanos de passageiros, seja pelos avanços alcançados na aplicação de novas tecnologias, seja por uma nova visão sobre a importância

// LEIA MAIS

RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS


powered by MailChimp!
Scroll to Top