/ NOTÍCIAS

Programa Laço Amarelo incentiva os jovens a ouvirem a voz da experiência no mês de abril

Durante todo ano de 2023, vamos trazer aqui no Programa Laço Amarelo uma abordagem diferente para um público muito especial: os jovens. Pelas estatísticas do Brasil, quem mais se acidenta, vítima do sinistro de trânsito, está na faixa etária de 18 a 34 anos. Por isso, precisamos conversar com esse público de uma forma mais direta e mais constante.

Nesse mês, vamos convidar os avós dos jovens em todo Brasil para nos ajudar na mensagem educativa junto a esse público vulnerável. A intenção é mostrar que você é importante para muitas pessoas, por isso, é preciso estar atento enquanto transita pois isso demonstra todo carinho que tem para com quem gosta de você.

No mês de fevereiro, trouxemos o recado dos amigos para quem ainda insiste em se colocar em risco no trânsito. Nesse mês de abril, vamos trazer os avós, com toda sua experiência e doçura para com os netos, com vários recadinhos importantes. A ideia é lembrar a todos que, tem sempre alguém em casa, esperando você voltar, por isso, se você não se preocupa com a sua proteção, lembre-se que em casa, há pessoas que esperam sua volta em segurança!

Os avós, com certeza, têm muito a ensinar e eles fazem isso com firmeza. Os avós têm todo aquele chamego com os netos, mas, na hora de ensinar, eles podem ter um modo mais eficiente de passar a mensagem. Por isso, convido a todos os jovens a ouvir a voz da experiência. Afinal, quando eles dizem: não adianta chorar pelo leite derramado, escute! No trânsito, é melhor ter atitudes seguras do que se arrepender da imprudência depois.

A pressa é inimiga da perfeição é outro ditado que, no trânsito, nunca deveríamos esquecer. Respeitar os limites de velocidade, em todos os momentos enquanto está conduzindo um veículo, protege você e quem compartilhar a rua ao seu lado. Quando esse lembrete vem dos avós, faz toda diferença.

Cada macaco no seu galho é outro ditado que, os mais velhos sempre usam e no caso do trânsito, também deveria ser praticado diariamente. Lembrar que todo mundo precisa ir e voltar é fundamental para um trânsito seguro para todos. Para os motociclistas, é importante lembrar que corredor não é um espaço seguro para transitar. Por isso, respeite o espaço de todos, inclusive o do ciclista e jamais trafegue por ciclovias ou ciclofaixas.

E por último, quando você ouvir: É dando que se recebe pode lembrar que, no trânsito, ter atitudes de respeito e cordialidade contribuem com um ambiente seguro para todos. Por isso, respeite o pedestre que deseja atravessar a rua, dê passagem, sinalize suas intenções de manobras e saiba que, só assim você terá mais carinho e respeito de todos.

Ouça os avós, aprenda com eles e aproveite ao máximo os ensinamentos adquiridos com a experiência. Eles têm muito a contribuir com a sua formação. No trânsito, escolha a vida. Programa Laço Amarelo.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Transporte público: aonde chegamos e para onde vamos

POR FRANCISCO CHRISTOVAM, presidente executivo da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos – NTU. É importante registrar, de partida, que o ano que se encerra foi muito importante para o setor dos transportes coletivos urbanos de passageiros, seja pelos avanços alcançados na aplicação de novas tecnologias, seja por uma nova visão sobre a importância

// LEIA MAIS

RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS


powered by MailChimp!
Scroll to Top